Sistema de Reaproveitamento de Água

Sistema de captação de água de chuva tem até 50% de economia na conta da água

A crescente urbanização com a ocupação de regiões baixas e consequente impermeabilização do solo em áreas naturais vem exigindo cada vez mais soluções inovadoras no controle e minimização dos impactos causados por inundações.

Aliados aos problemas de controle e gestão das inundações é necessária também uma atenção especial ao uso da água tratada, em finalidades onde pode ser substituída por fontes alternativas.

Nestes dois casos o aproveitamento de águas pluviais se mostra como sendo uma solução inovadora tanto do ponto de vista técnico quanto econômico.

Basicamente, o sistema para aproveitamento de água de chuva é composto por cinco elementos: filtro, freio d'água, filtro flutuante, multissifão e kit de interligação.

Em qualquer edificação, seja em uma casa, comércio, prédios, fábricas ou um empreendimento, a água de chuva que cai sobre os telhados ou pisos é encaminhada para a sarjeta na calçada ou para a rede de águas pluviais, sendo desperdiçada pela rede pública.

O aproveitamento da água de chuva, além de resultar em economia de água potável, contribui também para mitigar problemas relacionados com a escassez de recursos hídricos. É uma forma de uso mais racional da água potável e de se evitar seu uso para fins não potáveis, reduzindo a pressão sobre os mananciais.

O armazenamento da água de chuva em cisternas pode ser visto também como uma forma de contribuir para a redução de enchentes nos grandes centros urbanos. A água pode ter diversas aplicações domésticas, desde que respeitados os usos e cuidados de manejo.

Vantagens:

  • É uma atitude ecologicamente responsável, pois reaproveita a água da chuva em vez de utilizar o precioso recurso hídrico potável, diminuindo sua pegada hídrica;
  • Pode ser instalada em qualquer ambiente: rural ou urbano, casa ou apartamento;
  • Representa uma economia de 50% na conta de água;
  • Possui diferentes capacidades de acordo com as suas necessidades - desde mil litros até 16 mil litros;
  • Ajuda a conter enchentes ao armazenar parte da água que, caso contrário, iria para rios e lagos e diminui sua quantidade no esgoto;
  • Ajuda em tempos de crise hídrica e até está sendo utilizada em áreas do sertão nordestino como forma de combate às secas;
  • Pode-se criar uma cultura de sustentabilidade ecológica nas construções, o que poderá garantir uma cisterna em cada casa construída no futuro.